Friday, January 26, 2007

A MASSA PODRE

Das empadas, prefiro aquelas feitas com a tal massa podre. Parece que a denominação provem do excesso de óleo que faz com que a massa se desmanche facilmente. Nome inconveniente, mas a massa é gostosa. Eu sempre comi, mas nunca havia procurado saber de onde vinha o nome. A gente não se importa e também não se pergunta muito sobre a origem das coisas e seus efeitos. Se é gostoso, consumimos. O pior, mesmo quando sabemos que não é saudável, raramente evitamos certas coisas. A Coca-Cola por exemplo, a gente sabe que ela desentope pias, desenferruja as coisas, faz mal para o estômago, derrete os ossos, entre outras coisas, mas qual de nós deixou de tomar Coca-Cola por saber disso? Levante a mão!!!
Bom, o fato é que o conhecimento do mal não afasta o mal necessariamente, porque o mal é bom às vezes e o bem cruel, que o diga a tigresa! Tem gente que se compraz no sofrimento por achar que mais adiante a dor vai passar. Eu mesmo continuo tomando Coca-Cola, mesmo sabendo de seus danos e sei que muita gente sabe e toma. Quem é que liga realmente? Como é que tanta gente inteligente usa drogas e danifica o cérebro, mesmo sabendo dos efeitos malignos do vício. Quanta menininha fica grávida, mesmo sabendo da prevenção. Quanta gente contrai HIV por negligência? Isso sem falar das árvores que caem, dos carros que a gente continua lavando com mangueira, da TV que a gente assiste com a luz da sala apagada...
Pois é, não é tão fácil tirar o espinho mesmo sabendo que ele nos causa dor. Existem os masoquistas inconscientes e existe também a consciência da própria burrice que persiste em não mudar. São nossas escolhas. Entre a dor e a delícia de sermos o que somos e vivermos o que vivemos, a vida passa. Um dia a gente aprende!!!

6 Comments:

Blogger Michereff said...

Talvez várias coisas do que fazemos e que sabemos ser prejudiciais devam mesmo continuar sendo feitas. Mas muitas delas não deveriam.

Agora, aprender?

Acho que já aprendemos. Sabe aquele caminho curto que o leva ao trabalho, mas você prefere ir pelo mais longo para ver algo ou alguém? Pois é... Muitas vezes chegamos atrasados, perdemos a hora, somente para contemplar, admirar... Será que isso é errado?

Na verdade, o ser humano vive numa constante busca: a da satisfação. E muitas vezes ele não mede as consequências dos atos prazerosos. Ir a uma festa e deixar de estudar pra prova é melhor, mas talvez não o caminho ideal. Deixar de trabalhar pra entrar em blogs também.

Estamos cientes das consequências, mas mesmo assim fazemos. Contudo, dizer se estamos errados nisso ou não é um passo muito à frente.

Aprendemos sim. Tudo está lá, em nosso cérebro. Mas não queremos ver. E talvez muitas vezes é melhor que não vejamos.

11:55 AM  
Blogger Ankh said...

A Grá sabia do mal da carne e virou vegetariana.
Eu acho q a carne não faz mal, o que faz mal é a gordura da carne. Assim como a coca não faz mal, o que faz mal é o açúcar da coca. Ou não.
Ah, num sei, sei que tem coisa que no começo é ótima, a gente faz sabendo q faz mal. Vamos fazendo, fazendo e quando assustamos, já tamos no fundo do poço.

10:04 AM  
Blogger Otavio Cohen said...

eu acho q vc sabe o mal q umas coisas fazem mas continua consumindo (até que isso possa consumir as pessoas do seu lado que te avisaram q era produto com defeito).
anem, n to querendo t julgar agora naum. mas q é isso é.

8:55 PM  
Blogger Ankh said...

haahuaha produto com defeito. É Paraguai, é?

6:55 PM  
Blogger BORBOLETA CULT said...

"Quantos defeitos sanados com o tempo, era o melhor que havia em você."

9:08 PM  
Blogger Lady Hell said...

Tortinha de limão leva massa podre e é óóótima!!!! Tri fácil de fazer, ^^

E concordo com você. Os brinquedos nos anos 70, por exemplo, etam altamente nocivos, podiam ser engolidos, mas mesmo assim ninguém deixava de brincar com eles. E raros casos tiveram problemas com eles...

em resumo: dane-seeee, ueuhehuehue

=**

7:17 AM  

Post a Comment

<< Home